/div>
Espero aprender a mexer com esse blog e estar sempre postando coisas interessantes sobre minha área de atuação.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Projeto “Direito das Crianças”

Educação e Comunidade

No ano de 2009 observamos, por diversos motivos, a necessidade de informar e conscientizar a comunidade em que a nossa escola esta inserida, a importância dos direitos das crianças, além dos deveres e direitos de seus responsáveis.
Iniciamos com um convite para uma conversa com uma psicóloga onde o tema era: “A difícil tarefa de Educar”. Através desse bate-papo, informamos, compreendemos e orientamos as dúvidas apresentadas pelos pais e assim, conseguimos estabelecer uma parceria para desenvolver o tema com tranqüilidade pensando sempre na melhoria do bem estar das nossas crianças.
Como produto final as crianças manifestaram através de desenhos o que entenderam desse assunto e os mesmos decoraram o muro da escola.

Uma breve história dos direitos das crianças

A história dos direitos das crianças surge logo após a Declaração dos direitos do homem e do cidadão. Já no inicio do século XX a idéia de cidadania estava bem difundida e o mundo passava por mudanças nas esferas, social, política e econômica o que contribuiu para a qualidade de vida das pessoas. Faltavam, no entanto, documentos que registrassem direitos específicos da criança, garantindo condições de básicas para crescer e desenvolver de forma saudável. Em 1924, foi redigida a primeira “Declaração dos direitos da criança”, pela Liga das Nações. Após a segunda guerra mundial e a morte de muitas crianças foi criada a ONU em 1946 (em substituição a Liga das Nações) e também a UNICEF que ficou encarregado inicialmente de dar assistência as crianças vitimas de guerra na Europa, Oriente Médio e China e mais tarde passou atuar no resto do mundo.
Em 1948, a ONU aprovou a “Declaração universal dos direitos humanos esse documento afirma que “todos os seres humanos nascem livres e iguais, em dignidade e direitos” e valoriza o papel da família na sociedade ao pedir que se dediquem cuidados especiais à maternidade e à infância. A Declaração dos direitos das crianças vigente até hoje foi instituída pela ONU em 1959.

PRINCÍPIO 1º - Toda criança será beneficiada por esses direitos, sem nenhuma discriminação por raça, cor, sexo, língua, religião, país de origem, classe social ou riqueza. Toda e qualquer criança do mundo deve ter seus direitos respeitados!


PRINCÍPIO 2º - Toda criança tem direito a proteção especial, e a todas as facilidades e oportunidades para se desenvolver plenamente, com liberdade e dignidade.
PRINCÍPIO 3º - Desde o dia em que nasce, toda criança tem direito a um nome e uma nacionalidade, ou seja, ser cidadão de um país.
PRINCÍPIO 4º - As crianças têm direito à crescer com saúde. Para isso, as futuras mamães também têm direito a cuidados especiais, para que seus filhos possam nascer saudáveis. Toda criança também têm direito a alimentação, habitação, recreação e assistência médica!


PRINCÍPIO 5º - Crianças com deficiência física ou mental devem receber educação e cuidados especiais! Porque elas merecem respeito como qualquer criança!


PRINCÍPIO 6º - Toda criança deve crescer em um ambiente de amor, segurança e compreensão. As crianças devem ser criadas sob o cuidado dos pais, e as pequenas jamais deverão separar-se da mãe, a menos que seja necessário. O governo e a sociedade têm a obrigação de fornecer cuidados especiais para as crianças que não têm família nem dinheiro para viver decentemente.


PRINCÍPIO 7º - Toda criança tem direito de receber educação primária gratuita, e também de qualidade, para que possa ter oportunidades iguais para desenvolver suas habilidades. E como brincar também é um jeito gostoso de aprender, as crianças também têm todo o direito de brincar e se divertir!
img78[1]


PRINCÍPIO 8º - Seja em uma emergência ou acidente, ou em qualquer outro caso, a criança deverá ser a primeira a receber proteção e socorro dos adultos.

img105[1]

PRINCÍPIO 9º - Nenhuma criança deverá sofrer por pouco caso dos responsáveis ou do governo, nem por crueldade e exploração. Nenhuma criança deverá trabalhar antes da idade mínima, nem será levada a fazer atividades que prejudiquem sua saúde, educação e desenvolvimento.

img80[1]

PRINCÍPIO 10º - A criança deverá ser protegida contra qualquer tipo de preconceito, seja de raça, religião ou posição social. Toda criança deverá crescer em um ambiente de compreensão, tolerância e amizade, de paz e de fraternidade universal.


img81[1]


Referencias:
Os direitos das crianças segundo Ruth Rocha – Companhia das Letrinhas
Mini Larousse dos direitos da Criança – Larousse Junior
http://www.fiocruz.br/biosseguranca/Bis/infantil/direitodacrianca.htm

Projeto realizado na EM Prof. Maria Faria de Vasconcelos

postagem original Blog aprender e dividir.

Muro da escola

E.M. “Profª Maria Faria de Vasconcelos”

PROJETO INICIAL PARA PINTURA DO MURO EXTERNO DA ESCOLA

JUSTIFICATIVA

Levando em conta que a escola de Educação Infantil, tem como concepção a valorização do fazer da criança, não aceitando nada menos como belo e significativo, a criação infantil, a necessidade de identificação da escola e caracterização do trabalho desenvolvido será registrado nos muros externos desta instituição com a produção dos alunos, que terá como proposta o conhecimento e reflexão da Declaração dos Direitos das Crianças.

OBJETIVOS

  • Valorizar o fazer infantil;

  • Desenvolver o potencial criativo dos alunos;

  • Viabilizar um espaço de discussão e reflexão sobre os Direitos das Crianças;

  • Explorar e conhecer técnicas de desenho e pintura.

CONTEÚDOS

  • Declaração Universal dos Direitos das Crianças;

  • Processo Criativo Infantil;

  • Técnicas de Desenho e Pintura.

DIRETRIZES PARA REALIZAÇÃO DO PROJETO

  • Conhecer e discutir a Declaração Universal dos Direitos das Crianças com a Equipe Escolar;

  • Planejar as ações pedagógicas para execução do projeto;

  • Estabelecer parceria com a S.M.E. e com profissionais da Arte, em busca de orientação e sugestões para o melhor desenvolvimento do projeto.

AÇÕES PEDAGÓGICAS

  • Capacitação de todos os profissionais da escola , administrativo,docente e funcionários da merenda , limpeza e guardas; com os profissionais do CRAMI”Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos na Infância S. J. Rio Preto.

  • Roda de conversa;

  • Pesquisas e leitura em jornais, revistas, livros;

  • Atividades com produções de Arte.

PRODUTO FINAL

Pintura do muro com a participação dos alunos da escola.

AVALIAÇÃO

Será observado o envolvimento dos alunos e da Equipe Escolar, no processo de desenvolvimento do projeto. Analisando o que possibilitou na ampliação do conhecimento e nas capacidades de observar, registrar, pesquisar e criar dos alunos.

Turminha pintando os azulejos

Depois de muito trabalho e do envolvimento de todos , finalmente o MURO.

Ficou lindão!!! E o melhor é a arte das crianças.

Muito legal vê-los passando com as famílias e encontrando seus desenhos , o do colega , explicando como fizeram , o que quiseram desenhar!!!

Estamos todos de PARABÉNS!!!





O DIREITO DAS CRANÇAS

O direito das crianças( Ruth Rocha)
Toda criança no mundo
Deve ser bem protegida
Contra os rigores do tempo
Contra os rigores da vida.
********************
Criança tem que ter nome
Criança tem que ter lar
Ter saúde e não ter fome
Ter segurança e estudar.
*****************
Não é questão de querer
Nem questão de concordar
Os diretos das crianças
Todos tem de respeitar.
*****************
Tem direito à atenção
Direito de não ter medos
Direito a livros e a pão
Direito de ter brinquedos.
******************
Mas criança também tem
O direito de sorrir.
Correr na beira do mar,
Ter lápis de colorir...
******************
Ver uma estrela cadente,
Filme que tenha robô,
Ganhar um lindo presente,
Ouvir histórias do avô.
*****************
Descer do escorregador,
Fazer bolha de sabão,
Sorvete, se faz calor,
Brincar de adivinhação.
*****************
Morango com chantilly,
Ver mágico de cartola,
O canto do bem-te-vi,
Bola, bola,bola, bola!
*****************
Lamber fundo da panela
Ser tratada com afeição
Ser alegre e tagarela
Poder também dizer não!
*******************
Carrinho, jogos, bonecas,
Montar um jogo de armar,
Amarelinha, petecas,
E uma corda de pular.
******************
Um passeio de canoa,
Pão lambuzado de mel,
Ficar um pouquinho à toa...
Contar estrelas no céu...
*****************
Ficar lendo revistinha,
Um amigo inteligente,
Pipa na ponta da linha,
Um bom dum cahorro-quente.
*****************
Festejar o aniversário,
Com bala, bolo e balão!
Brincar com muitos amigos,
Dar pulos no colchão.
******************
Livros com muita figura,
Fazer viagem de trem,
Um pouquinho de aventura...
Alguém para querer bem...
*******************
Festinha de São João,
Com fogueira e com bombinha,
Pé-de-moleque e rojão,
Com quadrilha e bandeirinha.
******************
Andar debaixo da chuva,
Ouvir música e dançar.
Ver carreiro de saúva,
Sentir o cheiro do mar.
******************
Pisar descalça no barro,
Comer frutas no pomar,
Ver casa de joão-de-barro,
Noite de muito luar.
*****************
Ter tempo pra fazer nada,
Ter quem penteie os cabelos,
Ficar um tempo calada...
Falar pelos cotovelos.
*****************
E quando a noite chegar,
Um bom banho, bem quentinho,
Sensação de bem-estar...
De preferência um colinho.
*****************
Uma caminha macia,
Uma canção de ninar,
Uma história bem bonita,
Então, dormir e sonhar...
****************
Embora eu não seja rei,
Decreto, neste país,
Que toda, toda criança
Tem direito a ser feliz!

 

Retirei do blog da Tia Maria

Um comentário: